Foi, falou e disse

Conselhos para mães de primeira viagem, por Virginia Maciel

Conheça a experiência de quem fica do outro lado do portão de embarque.

 

Dani durante seu primeiro intercâmbio, um High School

 

“A Dani é filha única e, aos 14 anos, fez o primeiro programa no exterior. Até então, não imaginava como seria ficar longe dela por quase 50 dias. Procuramos a CP4 e lá encontrei uma equipe séria, competente e com uma energia muito boa. O coração estava apertado, saudades… Tudo era novo para mim, mas a experiência era o mais importante para ela. No retorno, fui buscá-la no aeroporto e ela saiu com o cabelo pintado em vários pedaços, levei um susto! Meu Deus, olha como ela voltou! Ela foi a última a sair porque estava passando um rímel colorido próprio para cabelo. A Dani voltou mais independente, madura e confiante. Ela descobriu que poderia aprender muito mais, e não me enganei quando percebi que viriam muitas viagens por aí.

‘Mãe, eu quero passar um tempo maior estudando na Inglaterra’, me disse aos 16 anos. Foram 7 meses. A saudade era grande, mas tive que ser forte pela segunda vez. Aprendi muito acompanhando de longe a minha filha crescendo, amadurecendo e tomando decisões por conta própria. É uma sensação muito boa saber que, de alguma maneira, eu estava contribuindo com essa fase tão importante da vida dela. Nessa viagem, a Dani me fez uma grande surpresa com o apoio da Bea: veio passar o Natal no Brasil. Foi uma emoção muito grande quando abri a porta e pude dar o abraço mais gostoso da minha vida. Fiquei tão feliz, que se ela fosse embora na mesma hora o abraço estava valendo muito!

Hoje, aos 23 anos, mais um desafio de muitos que estão por vir: ‘Mãe, quero fazer um curso em Londres por 30 dias’. Fiquei tranqüila, a saudade era mais madura. Durante esses anos, crescemos juntas, amadurecemos em viagens diferentes, mas em períodos iguais. Criamos os filhos para o mundo. O amor é sempre grande, a saudade nem se fala, mas aprendi a lidar com esses sentimentos graças ao enorme apoio da equipe CP4.

Dessa vez, realmente, pude ver a diferença e o crescimento da Dani nas viagens. Não fui receber apenas a minha filha e sim, uma amiga. A cada viagem realizada, ela aprende a tomar decisões por conta própria, e, sempre que volta, acho que está mais preparada para enfrentar o mundo.

 

Fabi visitando a Dani em Londres durante seu 3° intercâmbio CP4

 

Depois que conheci a Bea e a Fabiana, minha vida mudou muito com relação à criação da minha filha. A Dani aprendeu conhecendo outras culturas, morando em outro país, longe de tudo e de todos. Para as mães de primeiro embarque, só tenho a dizer que vale muito a pena sentir saudades por uma boa causa. Nossos filhos viajam e deixam a CP4 tomando conta dos pais”.

Virginia Maciel é mãe da Daniela Maximiliano, que realizou os programas VCG, High School e English for Young Lawyers  pela CP4.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s