Foi, falou e disse

CP4 no Globo – “Mil e uma atividades”

O especial de educação do jornal O Globo, nessa quinta-feira, conta a experiência da Branca,  aluna CP4 que foi para a Inglaterra aprender todas as etapas da produção de um filme. Segue a matéria:

 

Branca, nossa futura cineasta!

Terminando o ensino médio, Branca Lessa já sabe: quer estudar cinema em Paris. Ela havia escolhido a profissão há algum tempo, mas, depois de fazer um curso de um mês durante o intercâmbio de férias na Inglaterra, confirmou a opção.
— Foi bom ficar sozinha e aprender a me virar sem os pais. Mas, mal ou bem, me ajudou a definir que queria mesmo fazer cinema — afirma.

Branca ganhou a viagem de presente de 15 anos. Ela pesquisou diversos programas até escolher o oferecido pela CP4 Cursos no Exterior, que leva o intercambista para estudar na The American School in Switzerland (Tasis), que fica em Surrey, a uma hora e meia de Londres, na Inglaterra.

A escola tem vários programas relacionados a artes. Além do que Branca fez, há curso para quem quer estudar William Shakespeare e conhecer os antigos teatros; outro para saber mais sobre $ória da arte e visitar museus, e ainda um que ensina a produzir animações. Todas as aulas são em inglês e em turmas com alunos do mundo inteiro.

— É preciso ter algum nível de inglês, mas você acaba praticando bastante. Na mesma turma que eu fiquei havia outra carioca que virou minha amiga, a Júlia. Nós fizemos o curta com mais uma americana e uma espanhola — conta Branca.

Pela regras da escola, todos os alunos tinham que se engajar em projetos sociais e fazer algum esporte. Branca decidiu jogar frisbee.

— É como um jogo de futebol, com várias regras, e se chama “The ultimate frisbee”. Foi muito divertido!

Amiga de Branca, a atriz Júlia Ruiz está atualmente em Los Angeles fazendo um curso profissionalizante de dois anos na New York Film Academy. Quando saiu do Brasil, queria fazer um curso de um mês na mesma escola, na sede de Nova York. Gostou tanto que decidiu ficar e se profissionalizar. Ana Beatriz Faulhaber, diretora da CP4 Cursos no Exterior, acompanhou a trajetória da aluna:

— Desde pequena, ela fazia conosco os acampamentos de férias em São Paulo. Depois, participou dos cursos na Tasis. E, assim que terminou o ensino médio, decidiu que queria se profissionalizar nos Estados Unidos. Estamos acompanhando seu amadurecimento num país estrangeiro, tanto pessoalmente como profissionalmente — diz, acrescentando que os pais apoiam Júlia. — Os pais foram se acostumando aos poucos. Quando ela era pequena e estava no acampamento, eles ligavam e eu explicava “agora, não, elas estão em atividade”.

Veja esta matéria na íntegra na edição do GLOBO-Zona Sul, Especial Educação, ou no Globo Digital (exclusivo para assinantes).

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s